USO DO 5-HIDROXI-2-HIDROXIMETIL- (GAMA)-PIRONA COMO AGENTE DE ATIVAÇÃO DO MACRÓFAGO NO COMBATE DA LEISHMANIOSE CUTÂNEA

Voltar

USO DO 5-HIDROXI-2-HIDROXIMETIL- (GAMA)-PIRONA COMO AGENTE DE ATIVAÇÃO DO MACRÓFAGO NO COMBATE DA LEISHMANIOSE CUTÂNEA
A presente patente refere-se a utilização do HMP (um metabólito secundário produzido por fungo filamentoso), como agente de estimulação da atividade microbicida do macrófago para atuação no combate da Leisbunaniose Cutânea (LC) causada pelo protozoário Leishmania (Leishmania) amazonensis. O principal mecanismo de ação foi a ativação da atividade microbicida destas células hospedeiras através do aumento da produção de radicais de oxigênio, aumento da quantidade de lisossomos, aumento dos filamentos de actina e microtúbulos, e do aumento do espraiamento característico do estado de ativação dessas células, eliminando o agente da infecção. Neste sentido a busca de moléculas de fácil obtenção e que não dependam de sazonalidade, além de apresentarem um mecanismo eficiente de combate e que não cause reações adversas é apresentado pelo HMP, um candidato potencial para uso no combate a LC na concentração mínima de 50 <109>g/mL. Portanto, o resultado apresentou alta atividade leishmanicida, que qualifica o uso do HMP como um potente candidato ao combate da leshmaniose cutânea.

 

USE OF 5-HYDROXY-2-HYDROXYMETHYL- Y -PYRONE (HMP) AS A LEISHMANICIDAL AGENT

 The present invention refers to the use of HMP (a secondary metabolite obtained from Aspergillus fungi) as an agent that intensifies the mechanism of macrophage activation, leading to the death of L.(Leishmania) amazonensis, the etiologic agent of cutaneous leishmaniasis. The main mechanism of action of this agent is the activation of the microbicidal activity of host cells, through increased superoxide production, number of lysosomes, actin and microtubule filament polymerization and increased spreading, typical of activated cells. Additionally, HMP represents a molecule of easy acquisition, presents an efficient combat mechanism with no adverse reactions and capacity to inhibit the development of promastigotes and amastigotes forms. Finally, results suggest HMP to be a potential candidate for use against cutaneous leishmaniasis at a minimal concentration of 50μg/mL.

ICEN - Instituto de Ciências Exatas e Naturais
  • Status:
    Concedida
  • Nº da patente:
    Pl 0817954-9, EP 2337560, US 9.115.106, ZA 2011/01706, AP 3203
  • Nível de prontidão tecnológica:
    TRL 4
  • Autor(es):
    Alberdan Silva Santos, Edilene Oliveira da SIlva, José Luiz Martins do Nascimento. Cláudio Naum Alves, Ana Paula Drumond Rodrigues, Antônio Sérgio Costa Carvalho
  • Titularidade:
    Universidade Federal do Pará