UFPA se destaca na premiação nacional Boas Práticas na Academia

Atualizado em: 03/12/2020 às 12:21
Tempo de leitura: 3 minutos

Reconhecer e divulgar iniciativas acadêmicas realizadas em cursos de graduação de Instituições do Ensino Superior (IES) de todo o país focadas na agenda de investimento e negócios de impacto é o principal objetivo da publicação Boas Práticas em Negócios e Investimento de Impacto na Academia, lançada no último dia 25 pela ponteAponte em parceria com o Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), British Council e Itaú.

A metodologia escolhida consiste na realização do prêmio Boas Práticas na Academia, uma chamada aberta com objetivo de mapear e dar visibilidade a experiências de ensino e extensão que contribuem para a inserção das temáticas relacionadas aos Investimentos e aos Negócios de Impacto no Ensino Superior.

“A intenção de realizar o Prêmio Boas Práticas na Academia nasce justamente dessa percepção de que existem muitas iniciativas diferentes e criativas que incorporam esses temas. Após conhecer tantas experiências inspiradoras, a publicação busca dar visibilidade a essas experiências e, dessa forma, inspirar outros professores para a realização de ações semelhantes, adequando-as a seus contextos locais”, explica Juliana Rodrigues, consultora especialista que apoiou o desenvolvimento da proposta juntamente com a ponteAponte.

A Universidade Federal do Pará foi a única IES do país a contar com duas iniciativas na final da premiação. Ao todo, foram 34 inscritos, sendo que apenas 11 chegaram à final. O Desafio Inove+, realizado a cada dois anos pela Agência de Inovação Tecnológica da UFPA, foi um deles. Maior competição de Empreendedorismo e Inovação do Pará, o Inove+ é uma oportunidade para estudantes colocarem em prática o conhecimento adquirido no meio acadêmico para a elaboração de novos produtos, processos ou serviços que ultrapassem os muros da Universidade e satisfaçam demandas da sociedade, contribuindo, assim, para o desenvolvimento da Amazônia e do Brasil.

A Incubadora de Linguagens Digitais (ILD), iniciativa dos professores Acilon Baptista, Cláudia Vidal, Walter Rodrigues e Rodrigo Ferreira, avançou ainda mais, sendo uma das cinco vencedoras da edição de 2020 do Prêmio Boas Práticas na Academia. A prática dos docentes do curso de Tecnologia em Produção Multimídia, da UFPA, tem como objetivo promover o desenvolvimento de linguagens digitais, a partir da abordagem de Investimentos e Negócios de Impacto, que permitem a experimentação e trocas entre os conteúdos acadêmicos, a sabedoria popular, o fazer amazônico e a cultura regional.

“Ver duas iniciativas da UFPA no topo da lista reflete não somente o empenho e o dinamismo dos nossos docentes, mas principalmente o avanço da Instituição na agenda do Empreendedorismo e da Inovação Social. Um movimento que tende a se reforçar, ainda mais, a partir das demais iniciativas promovidas pela Universitec nesse âmbito”, pontua Iara Neves, coordenadora do Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica da UFPA.

Outras iniciativas da Universitec na agenda de impacto social

Em 2017, o PIEBT, em parceria com a Fundação de Ciência e Tecnologia Guamá, foi um dos vencedores da 2.ª edição do Desafio de Incubação e Aceleração de Impacto, iniciativa de reconhecimento nacional organizado pelo ICE em parceria com a Anprotec e o Sebrae. A participação da Incubadora nesta competição, de certa forma, deu início à adoção de estratégias que agora, dois anos depois, levaram a UFPA a adotar algumas das melhores práticas em incubação e aceleração do Brasil.

Já o Desafio Inove+, desde a edição de 2017, tem uma premiação específica destinada a negócios de impacto. Em 2019, a premiação se tornou a categoria Negócios Sustentáveis, que contemplou, ao final do Desafio, três ideias que, além de serem viáveis economicamente, contam com a missão explícita de gerar benefícios socioambientais ao mesmo tempo em que geram receita própria.

Em 2020, a Incubadora promoveu a adequação de processos internos para a seleção, qualificação, assessoramento e acompanhamento de projetos pré-incubados e incubados. Para este ano e também para 2021, está previsto o lançamento do guia e da plataforma UFPA de Impacto, desenvolvidos na última edição do Programa Ashoka Commons América Latina. A iniciativa propõe avançar as fronteiras da Inovação Social e do Desenvolvimento Sustentável na Amazônia, a partir da organização de um extenso mapeamento de todos os projetos de extensão e de pesquisa da Universidade Federal do Pará alinhados aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.