Mais de 27 mil visitantes passaram pela XIV Feira da Indústria do Pará

Postado em 20 de maio de 2019

De 15 a 18 de maio, a Universidade Federal do Pará participou de mais uma edição da Feira da Indústria do Pará. Após quatro dias de programação, a XIV FIPA superou as expectativas dos organizadores. Com o tema Indústria 4.0, possibilitou a empresários, formadores de opinião e público em geral um contato com o conceito da quarta fase da Revolução Industrial e suas principais inovações tecnológicas nos campos da automação, controle e tecnologia da informação, aplicados aos processos de manufatura. Foram cerca de 27 mil visitantes, 70 estandes e cerca de 100 expositores. As palestras técnicas receberam aproximadamente 1.000 pessoas, que participaram gratuitamente das capacitações.

A Universitec, como Núcleo de Inovação Tecnológica da UFPA, compôs o estande da Universidade em duas frentes: com a Assessoria de Inovação e Propriedade Intelectual, setor responsável pelos processos de transferência de tecnologia, e com a Incubadora de Empresas, responsável por atender às demandas locais por serviços especializados na criação e no posicionamento de empresas de base tecnológica no mercado.

Durante a feira, startups apoiadas pela Universitec puderam apresentar seus produtos e serviços aos participantes. Foram apresentadas também tecnologias desenvolvidas na Universidade que estão protegidas por meio de depósito de pedido de patente e que buscam empresas e instituições interessadas em licenciá-las.

Para Magáli Coelho, assessora de Inovação e Propriedade Intelectual da Universitec, a participação na feira é uma oportunidade única de apresentar à sociedade as tecnologias resultantes de pesquisas desenvolvidas no âmbito da Universidade. “Pudemos difundir o que é desenvolvido aqui dentro e mostrar a todos que estamos abertos a demandas de empresas de pequeno, médio ou grande porte que estejam à procura de soluções para seus processos ou produtos”, conta. A Feira permite ainda a interação com o mercado, representado por potenciais investidores que circularam pelo estande. “O nosso objetivo também é fazer com que as empresas interessadas no licenciamento possam explorar comercialmente a tecnologia e, consequentemente, disponibilizá-la à sociedade em forma de processos, produtos ou serviços”, explica. “O resultado da comercialização será revertido aos inventores, aos Institutos e Faculdades mas, mais do que isso, proporcionará novas pesquisas e novos processos de inovação dentro da Universidade”, afirma a assessora.

O estande recebeu a visita do governador do Pará, Helder Barbalho, do reitor da Universidade Federal do Pará, professor Emmanuel Zagury Tourinho, e do secretário estadual de Ciência e Tecnologia, professor Carlos Maneschy. Na oportunidade, eles foram apresentados aos ecoblocos retomoldados desenvolvidos pelo Laboratório de Eco-Compósitos da Faculdade de Engenharia Mecânica. O invento, totalmente reciclado, serve para a construção civil e para peças de móveis, promovendo leveza, agilidade e mobilidade às obras, além de ter pegada azul, uma vez que não utiliza água no processo de montagem.

A Feira – Realizada há 28 anos, a FIPA já faz parte do calendário oficial de eventos do estado e reúne expositores ligados à indústria paraense e, a cada edição bianual, apresenta uma programação diversificada com novidades, serviços e capacitações voltados para a indústria.

O evento é realizado pelo Sistema Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), com correalização do Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas do Pará (Sebrae Pará), parceria da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e apoio cultural do Governo  do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme).

Espaço ideal para empresas lançarem produtos, aprimorarem conhecimentos, estabelecerem contatos e parcerias, a feira tem um papel importante no aprimoramento da indústria, que precisa estar sempre preparada para os avanços e inovações essenciais para o seu desenvolvimento.

A XIV Feira da Indústria do Pará, além dos estandes, também contou com uma programação técnica com diversas atividades e capacitações voltadas para o aprimoramento tanto de trabalhadores da indústria, quanto de outros setores da economia. Cursos, workshops, palestras, cases e rodadas de negócios foram realizados e atraíram parte do público que compareceu ao Hangar nos dias 16 e 17.


Atualizado em 04/06/2019 às 18h02.

Texto: Divulgação com informações do Sistema Fiepa, da Universitec e do PCT Guamá.