UFPA é primeiro lugar da região norte em ranking de patente e invenção

Postado em 17 de julho de 2017

O instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) lançou o Boletim Mensal de Propriedade Industrial com o ranking dos depositantes residentes de 2016. Entre várias categorias, a Universidade Federal do Pará se destacou em duas. A UFPA aparece na 25° colocação na lista das 50 instituições brasileiras que mais pedem pedidos de patente e invenção (PI), só no ano passado foram 16, sendo a primeira colocada da região norte. O primeiro lugar geral ficou com a Universidade Federal de Minas Gerais que solicitou 70 PI. A outra lista que aparece a Federal do Pará é a de residentes de programas de computador, com seis solicitações.

“A importância é que com isso, a instituição passa a ter maior visibilidade no cenário nacional. A coordenadoria sempre se coloca à disposição para orientar os pesquisadores e inventores sobre o programa de patente”, comenta Rosangela Cavaleiro, coordenadora de propriedade intelectual da UFPA.

No ranking de outras categorias como a depositantes de marcas, de modo similar ao ocorrido nos últimos três anos, destacaram-se as empresas de comunicação, com a Globodata Informação e Tecnologia mais uma vez na primeira colocação. No caso de desenhos industriais, a Grendene S.A. perdeu a liderança de 2015 para Paulo Celso Cardoso Bacchi em 2016.

Já a Fundação CPQD – Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações manteve o primeiro lugar em 2016 nos depósitos de programa de computador. Nos depósitos de pedidos de transferência de contratos de tecnologia, após três anos no primeiro lugar, a Petrobras foi ultrapassada pela Embraer.