UFPA compõe a nova diretoria da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores

Postado em 15 de janeiro de 2020

A coordenadora do Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica (PIEBT) da Agência de Inovação Tecnológica da UFPA, Iara Neves, integra a diretoria da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) no biênio 2020-2021. Líder do movimento no Brasil, a Associação atua por meio da promoção de atividades de capacitação, articulação de políticas públicas e geração e disseminação de conhecimentos. A apresentação dos novos diretores ocorreu em Brasília, no último mês, no Café da Manhã Anprotec & Parceiros 2019. O evento contou com a presença de diferentes instituições do ecossistema do empreendedorismo inovador ao celebrar as conquistas deste ano, mas também marcou a despedida da atual diretoria. Estiveram presentes, além da coordenadora, o diretor da Agência de Inovação Tecnológica da UFPA, professor Gonzalo Enríquez, e a assessora do PIEBT, professora Gisa Bassalo.

Em consonância ao papel relevante que exerce no ecossistema nacional de Inovação, a UFPA esteve nas diretorias da Anprotec ao longo dos últimos anos. A primeira participação foi com o professor Gonzalo Enríquez entre 1999 e 2003 e, depois, a professora Gisa Bassalo foi diretora por quatro gestões não consecutivas.

“A experiência de compor a diretoria da Anprotec possibilita ter acesso a uma rede de parceiros ligados ao ecossistema nacional de inovação, além dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pela Incubadora da UFPA e pela Universitec como um todo”, comenta a professora Gisa Bassalo. Ela conta que integrar o ecossistema nacional como agente proativo possibilita à Universidade contribuir efetivamente para o desenvolvimento local e nacional. “A partir de 2020, teremos mais uma participação efetiva da UFPA nessa associação que, há mais de trinta anos, trabalha pelo fortalecimento da relação universidade-empresa, da geração de riquezas para a sociedade, por meio da criação de negócios de sucesso e, acima de tudo, em prol da disseminação da cultura do empreendedorismo inovador no Brasil”, conclui.

O presidente eleito para gestão 2020-2021 da Anprotec, Francisco Saboya, chamou a nova diretoria e agradeceu a contribuição prestada pela diretoria anterior. “O nosso grande desafio é trazer o futuro para o centro da estratégia. Temos que ancorar as estratégias das novas instituições, ou das instituições iguais às nossas que se renovam todos os dias, muito mais no futuro do que no passado”, explicou. Ao final, houve a entrega dos certificados às incubadoras que implantaram o Cerne, modelo que visa qualificar ambientes de inovação, nos níveis 1 e 2.

O evento foi marcado pela despedida da superintendente executiva da Anprotec, Sheila Pires, que estava há 19 anos na Associação e, a partir deste ano, irá se dedicar a outros projetos, pessoais e profissionais. Ela agradeceu pelo tempo em que esteve na Anprotec. “O dia de hoje não é uma despedida; na verdade é um até breve”, disse, agradecendo a todos os colaboradores, parceiros e a equipe da Anprotec. “Muito obrigada, pois essa caminhada tem valido a pena, porque tem vocês nesse caminho”, concluiu a superintendente, cujo mandato se encerrou em 31 de dezembro.

Também se despedindo, o presidente da Anprotec, José Alberto Sampaio Aranha, mencionou o trabalho do Grupo de Sofia, formado pelos ex-presidentes da Associação, e da Rede Nacional de Associações de Inovação e Investimentos (RNAII). Já o coordenador geral da Secretaria de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), José Antônio Silvério, falou sobre os trabalhos realizados em parceria com o Ministério, como o Mapeamento dos Mecanismos de Geração de Empreendimentos Inovadores no Brasil.

Sobre a Anprotec – Criada em 1987, a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) reúne cerca de 370 associados, entre incubadoras de empresas, parques tecnológicos, aceleradoras, coworkings, instituições de ensino e pesquisa, órgãos públicos e outras entidades ligadas ao empreendedorismo e à inovação.


Atualizado em 09/01/2020 às 17h29.
Texto: Ascom/Universitec com informações da Anprotec.