Live DTG – Startup criou um sistema para diminuir os “gargalos” na área de gestão de pessoas

Postado em 05 de fevereiro de 2019

O gerenciamento de pessoas tem sido uma grande preocupação para empresários de diversos segmentos do mercado. Há algum tempo nota-se a atenção dada para o desempenho dos funcionários, e principalmente em relação aos resultados que eles apresentam. E é justamente nesse cenário que surge a Live DTG, uma startup, do segmento das edtech, com um trabalho voltado ao desenvolvimento de gestão de pessoas. O objetivo da Startup é diminuir as dificuldades dessa gestão por meio de um sistema com metodologia própria, e com isso melhorar os resultados das equipes empresariais.

A startup atualmente faz parte do quadro de iniciativas apoiadas pelo Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica (PIEBT) e reside no Ponto Motirõ, espaço físico planejado para contribuir com o ecossistema de inovação e empreendedorismo do Estado, localizado  na Universitec.

Sobre a Startup

A Live DTG é uma startup paraense, fundada em 2016 por Diktherman Viana da Silva, cujas pesquisas e observações em consultoria levaram à criação do conceito chave da metodologia do sistema. Em 2017, a startup foi formatada para um modelo de franquia e até o momento conta com duas unidades no Estado de São Paulo: uma na capital e outra em São José do Rio Preto. Atualmente a Live DTG contribui para a melhor gestão de pessoas dos seus mais de 200 clientes.

De acordo com Amanda Mardock, analista de marketing da startup, o grande objetivo da Live DTG é desenvolver as equipes empresariais, por meio de indicadores chave de desempenho e planos de ação. “Nós procuramos desenvolver os times das empresas com o auxílio dos indicadores aplicados por setor de trabalho e individualmente. Esses indicadores ajudam as equipes a medirem melhor o seu desempenho e contribuem no engajamento dessas equipes para alcançarem as metas estipuladas por cada empresa”, afirma. Ainda segundo Amanda, o sistema funciona de uma forma bem simples e dinâmica, justamente para facilitar a utilização dos usuários em todos os níveis da organização.

O sistema: Live DTG

A proposta é trazer um sistema com interface simplificada. Funcionando em nuvem, pode ser acessado em qualquer lugar, tanto por computador quanto por celular, bastando apenas ter conexão com a internet. O Live DTG, também aposta em um design simples, permitindo uma visão completa das ações e dos prazos de entrega, das metas alcançadas por cada colaborador e uma visão global da empresa, ficando mais fácil identificar quais setores estão entregando mais resultados. As três premissas do método utilizado pela startup são:

Direção: O primeiro passo para implementar o software é definir os objetivos que os clientes querem alcançar e quais estratégias poderão utilizar para isso. Além de criar indicadores dentro da plataforma para medir os resultados alcançados pelas equipes.

Trabalho: É onde são lançados os resultados mensais dos indicadores para avaliação e para criação de planos de ação de melhoria.

Gestão: É onde serão verificadas quais ações foram mais efetivas e quem da equipe conseguiu entregar mais resultados positivos.

Sallen Furtado, consultor da Live DTG, afirma que os resultados obtidos pela utilização da plataforma são discutidos em reunião, pelo menos uma vez no mês, entre os clientes da Live DTG e a equipe da startup, o que propicia um entendimento mais amplo desses dados e até algumas inferências sobre os resultados das equipes que são cadastradas dentro da plataforma. O objetivo do método elaborado pela startup, de acordo com Sallen, é estimular a comunicação interna da empresa possibilitando o compartilhamento e monitoramento de ações, do nível operacional ao estratégico, envolvendo todas as pessoas em torno de melhorias.

Sobre a participação da startup em um espaço de coworking, nesse caso o Ponto Motirõ, Sallen diz que é algo extremamente positivo, e que tem sido fundamental para o desenvolvimento da Live DTG: “Ter essa vivência num espaço compartilhado, com tanta gente diferente, com visões diferentes é uma experiência muito positiva, por conta do aprendizado e também pela imersão na cultura das startups que temos aqui”, conclui. A equipe afirma que nesse novo ano o foco da startup é ampliar o quadro de funcionários, melhorar os processos de vendas, e assim alcançar mais clientes.

 

Texto: Ascom Universitec