Inscrições prorrogadas para o edital de ingresso de novos empreendimentos na Incubadora da Universitec

Postado em 13 de abril de 2019

Foram prorrogadas as inscrições para o processo seletivo do Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica (PIEBT) da Universidade Federal do Pará, programa que integra a Agência de Inovação Tecnológica (Universitec). Esta é a primeira seleção de 2019, que está oferecendo três vagas para a modalidade de empresas residentes, que agora têm até o dia 22 de abril para realizar a inscrição, assim como oferece vagas para empresas não-residentes em processo de seleção contínuo.

O objetivo do programa de incubação consiste no apoio gerencial e tecnológico para a criação e/ou desenvolvimento de empresas, que utilizam tecnologia como um dos seus principais insumos, com enfoque não exclusivo, porém preferencial, nas áreas de Produtos Naturais (alimentos, cosméticos, perfumaria e fitoterápicos), Biotecnologia, Tecnologia da Informação e Comunicação – TIC, Tecnologia Mineral, Design, Energia e outras atividades da indústria de transformação.

Segundo a Coordenadora do Programa, Iara Neves, a importância que a Incubadora de Empresas da UFPA tem para o Estado é ímpar, pois contribui para a expansão do Ecossistema de Negócios da região, além de capacitar os empreendedores/empresários, de forma que eles levem em conta a sustentabilidade, a inovação e a tecnologia como premissas em seus empreendimentos. “A Incubadora vem ao longo de duas décadas estimulando o empreendedorismo inovador, o surgimento e desenvolvimento de empreendimentos que tenham como cerne a geração de produtos, processos e serviços, gerados a partir do conhecimento produzido na academia ou com apoio de Universidades. Logo, ela é importante tanto por apoiar empreendimentos que dão retorno ao Estado por meio da geração de emprego, renda e impostos, como também por contribuir para que nossa região tenha foco no empreendedorismo inovador e sustentável”, afirma.

Pioneiro em incubação, o PIEBT, atualmente está apoiando 07 empresas, dentre elas a startup Poupadin, que desenvolve um trabalho de educação financeira, por meio de um app em formato de jogo, voltado para o público infantil. Manoel Lopes, cofundador da Poupadin, iniciou o processo de incubação em 2018. Ele revela que a Incubadora tem proporcionado a abertura de muitas portas para a startup e fornecido um enorme preparo em diversas áreas, o que tem qualificado ainda mais a Poupadin.

“Ter uma instituição como a Agência de Inovação Tecnológica da UFPA, nos dando chancela em relação ao trabalho que realizamos é muito importante no processo de validação do nosso negócio. Este trabalho em conjunto abriu muitas portas com clientes potenciais, e promoveu um know-how sobre diferentes assuntos. Já pude aprender um pouco mais sobre desenvolvimento de negócios, marketing, contabilidade, marcas e patentes, propriedade intelectual e tantos outros temas. A Incubação, sem dúvida, tem sido fundamental pro desenvolvimento da Poupadin”, destaca.

Uma das novidades deste ano para a Incubadora de Empresas é o novo critério “adotado” na avaliação dos empreendimentos que se candidatarem às vagas disponíveis. De acordo com a Coordenadora do PIEBT, “o processo de seleção de 2019 agregou como um dos critérios principais de avaliação o impacto social e/ou ambiental positivo. Para este ano o apoio  que a Universitec presta aos negócios de Impacto será ainda maior, pois além de atender aos empreendimentos inovadores nos modelos que já apoiamos,  pretendemos dar um grande suporte aos negócios que tenham a missão de gerar um impacto social e ambiental positivo, de forma que juntos possamos contribuir para o desenvolvimento econômico e social da  nossa região”, conclui.

O processo de seleção está dividido em duas etapas, conforme os editais e anexos abaixo:

  1. Para acessar o edital e anexos de empresas residentes, clique aqui.
  2. Para acessar o edital e anexos de empresas não-residentes, clique aqui.

Informações:

piebt@ufpa.br

piebt.ufpa@gmail.com

(91) 3201-8022/8023/8137

(91) 99189-1920 (WhatsApp)

Texto: ASCOM/Universitec – Leonardo Carneiro.