Reunião sobre Empresa Júnior

Dia(s): 30 de Setembro

Hora: 11h

Local:

Estação das Docas.

Atendendo a uma demanda crescente apresentada por diversos cursos, a Agência de Inovação Tecnológica (Universitec) reunirá com alunos da Universidade Federal do Pará (UFPA) interessados em abrir Empresa Júnior, na próxima terça-feira (30) as 11h, no auditório da Agência.

O objetivo da reunião é identificar grupos que estão se organizando para abrir e/ou incentivar alunos a formar equipes em seus cursos para a criação de uma empresa, além de conhecer as dificuldades que esses estudantes estão enfrentando para, assim, definir o papel da Universitec nesse processo.

Segundo a coordenadora de Empreendedorimso, Leila Furtado, o movimento de criação de Empresas Juniores precisa ser reanimado, pois atualmente encontra-se em baixa. “Alunos de cursos como Engenharia da Computação, Engenharia Mecânica e Informática já passaram por essa experiência empreendedora e agora estudantes de Oceanografia e Engenharia Química, por exemplo, estão se mobilizando para criar suas empresas. Precisamos atuar juntos para reacender essa chama empreendedora muito importante para a formação de nossos alunos”, ressalta.

Unindo esforços

A Universitec conta com a parceria da Pará Junior, Federação Paraense de Empresas Juniores, na organização do Programa de expansão “Vem pro MEJ, Ufpa”.  Para o presidente da Pará Júnior, Robert Romano, “a parceria entre as duas se faz de suma importância para potencializar a fomentação, criação e desenvolvimento das empresas juniores dentro da maior universidade do Estado, formando seus graduandos em profissionais melhores para o Pará através da vivência empresarial”.

Brasil é o país onde mais tem Empresas Juniores

De acordo com dados divulgados em 2015, o Brasil é o país com maior número de Empresas Juniores, ultrapassando países da Europa.  A pesquisa, realizada pelo Censo e Identidade da Confederação Brasileira de Empresas Juniores (Brasil Júnior), registrou 311 empresas ligadas a 287 universidades brasileiras.

Lei das Empresas Juniores

Sancionada em abril de 2016, a Lei 13267 trata da criação e organização de Empresas Juniores com funcionamento em Instituições de Ensino Superior (IES). Segundo a Lei, Empresas Juniores são organizações sem fins lucrativos, criadas por estudantes de ensino superior ou técnico, possuem CNPJ próprio e têm como objetivo realizar projetos e serviços que contribuam para o desenvolvimento acadêmico e profissional dos associados, capacitando-os para o mercado de trabalho.