Panorama Setorial da Cultura Brasileira em Belém

Dia(s): 27 de maio de 2019

Hora: 9h às 12 e 13h às 20h

Local:

Auditório do NAEA

Belém será a décima primeira capital brasileira a receber a terceira edição do Panorama Setorial da Cultura Brasileira, um estudo nacional que fornece um painel sobre o setor artístico no país. Será na próxima segunda-feira, dia 27 de maio, das 9h às 12h e das 13h às 20h, na Universidade Federal do Pará, no auditório Armando Dias Mendes, no andar térreo do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, no campus profissional do Guamá.

Em formato de oficinas, a formação é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo site do Panorama. O evento é voltado para produtores, artistas, pesquisadores, jornalistas, investidores e toda cadeia produtiva cultural. Os interessados podem participar de quantas atividades quiserem, de uma até quatro, sendo elas:

Atividade 1, com Gisele Jordão, das 9h às 12h, com o tema A cadeia produtiva da cultura e os resultados do estudo PSCB.

Atividade 2, com Renata Allucci, das 13h às 15h30, com o tema A produção cultural brasileira.

Atividade 3, com Renato Pezzotti, das 15h30 às 18h, com o tema Distribuição e divulgação de atividades culturais.

Atividade 4, com Leo Birche, das 18h às 20h, com o tema Como pensam os viabilizadores de cultura.

O Panorama, em Belém, contará com o apoio cultural da Universidade Federal do Pará por intermédio da sua Agência de Inovação Tecnológica (Universitec/UFPA), do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA) e do Instituto de Ciências da Arte (ICA/UFPA).

O Panorama – A indústria criativa está entre os mais dinâmicos setores do comércio mundial, segundo relatório lançado pela Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento. Sua atividade econômica, a chamada economia criativa, é considerada eixo estratégico de desenvolvimento para diversos países e continentes. No Brasil, em âmbito federal, o Ministério da Cultura criou a Secretaria da Economia Criativa, no intuito de incentivar as instâncias produtivas do setor cultural e encaminhar políticas e diretrizes para seu desenvolvimento. Mas, e os agentes dessa cadeia produtiva cultural brasileira, estão preparados para os novos, e até mesmo velhos desafios do mercado cultural? Quais são suas fontes de informação e referências para se organizarem dentro do setor? A busca por respostas a essas questões foi determinante para a elaboração do Panorama Setorial da Cultura Brasileira, agora em sua terceira edição.

O projeto, apresentado pelo Ministério da Cidadania e a empresa Vivo, por meio da Lei Rouanet, e realizado pela 3D3 Comunicação e Cultura, tem como objetivo principal disponibilizar informações de qualidade, pioneiras e inovadoras para o setor cultural, além de facilitar o planejamento de atividades dos atores dessa cadeia produtiva.


Atualizado em 22/05/2019 às 17h07.

Texto: Divulgação com adaptações por ASCOM/Universitec.