Abertas as inscrições para o ingresso de novas empresas na Incubadora da UFPA

Atualizado em: 21/05/2020 às 15:25
Tempo de leitura: 3 minutos

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Programa de Incubação de Empresas de Base Tecnológica (PIEBT) da Universidade Federal do Pará (UFPA), programa que integra a sua Agência de Inovação Tecnológica (Universitec). Esta é a primeira seleção de 2020, que está oferecendo vagas para a modalidade de empresas residentes. As inscrições devem ser realizadas na plataforma Macropus e terão fluxo contínuo, desde que observada a capacidade das instalações. Para início imediato, há módulos de 20 m² e de 40 m².

O objetivo do programa de incubação consiste no apoio gerencial e tecnológico para a criação e/ou desenvolvimento de empresas, que utilizam tecnologia como um dos seus principais insumos, com enfoque não-exclusivo, porém preferencial, nas áreas de Produtos Naturais (alimentos, cosméticos, perfumaria e fitoterápicos), Biotecnologia, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), Tecnologia Mineral, Design, Energia e outras atividades da indústria de transformação.

Pioneiro na Amazônia, o PIEBT atualmente incuba sete empresas e mais de 50 já foram apoiadas pelo Programa, dentre elas a Libra Branding, que nasceu a partir do desejo de oferecer às marcas serviços estratégicos e criativos de alta qualidade. Atualmente, a empresa desenvolve um método que lhe permite cocriar marcas com sentido, construindo definições estratégicas que envolvem a cultura do negócio, evidenciam as habilidades, aperfeiçoam as ofertas e refinam os canais para o melhor relacionamento com o público central.

Para Bernardo Magalhães, diretor de criação da Libra Branding, a incubação no PIEBT foi fundamental para a sua formação enquanto jovem empreendedor. “Já em meu período como aluno da UFPA, tinha um grande incômodo sobre o modelo de atuação em meu segmento — o de Design e Publicidade. Em 2005, em um período onde o empreendedorismo não era tão difundido e o acesso à informação não era tão disponível, tive no PIEBT um porto seguro na estruturação mais clara do meu negócio. Tive uma sede, acesso a consultorias e a viagens de capacitação, além do suporte e da troca com outros empreendedores de variadas gerações”, conta.

Segundo a coordenadora do PIEBT, Iara Neves, a importância que a Incubadora de Empresas da UFPA tem para o Pará é ímpar, pois contribui para a expansão do ecossistema de negócios da região, além de capacitar empreendedores e empresários, de forma que eles levem em conta a sustentabilidade, a inovação e a tecnologia como premissas em seus empreendimentos. “A Incubadora vem ao longo de duas décadas estimulando o empreendedorismo inovador, o surgimento e desenvolvimento de empreendimentos que tenham como cerne a geração de produtos, processos e serviços, gerados a partir do conhecimento produzido na academia ou com apoio de Universidades. Logo, ela é importante tanto por apoiar empreendimentos que dão retorno ao estado por meio da geração de emprego, renda e impostos, como também por contribuir para que nossa região tenha foco no empreendedorismo inovador e sustentável”, afirma.

Novo critério – A Incubadora tem, desde 2019, um novo critério de avaliação aos empreendimentos que se candidatarem às vagas disponíveis. De acordo com a coordenadora do PIEBT, o processo de seleção tem, agora, como um dos critérios principais de avaliação o impacto social e/ou ambiental positivo. “O apoio que a Universitec presta aos negócios de impacto será ainda maior, pois além de atender aos empreendimentos inovadores nos modelos que já apoiamos,  pretendemos dar um grande suporte aos negócios que tenham a missão de gerar um impacto socioambiental positivo, de forma que juntos possamos contribuir para o desenvolvimento econômico e social da nossa região”, conclui.

Faça a sua inscrição aqui.

Acesse aqui o edital, os anexos e o modelo de declaração de futura empresa.


Publicado em 13/02/2020 às 16h17.

Atualizado em 18/02/2020 às 17h10.

Texto: Orlando Haber (Ascom/Universitec).